Meu Negócio Vale a Pena?




Nosso primeiro post sobre finanças começa com a história da Vanessa. Ela é uma empreendedora e tem uma pequena loja de rações para animais numa cidade do interior do estado do Rio de Janeiro.


Qualquer pequeno empresário sabe da importância do controle financeiro do seu estabelecimento. Não é à toa que ouvimos frases como “o olho do dono que engorda o boi” muitas vezes referindo-se à necessidade de se permanecer no caixa da empresa controlando os pagamentos dos clientes com mãos de ferro.


Mas a Vanessa foi um pouco mais longe. Não que não achasse importante a fidelidade ao caixa, principalmente num comércio familiar e de pequeno porte. Ela foi além por que percebeu que seria importante fazer uma análise de viabilidade do seu negócio. Será que eu realmente estou ganhando dinheiro com isso? Ou estou aqui, como dizemos no linguajar popular, trocando figurinhas?


O conceito de análise financeira tem como referência analisar ou estudar a viabilidade econômica – financeira de um negócio ou projeto. Esta análise é proporcionada por meio de instrumentos, técnicas e métodos, que permitem diagnosticar a situação financeira ou desempenho futuro de uma empresa, através do acompanhamento minucioso de dados retirados de indicadores financeiros, como investimento inicial, vendas e despesas num determinado período de tempo. Ao final desta análise o empreendedor está apto para responder a pergunta: esse negócio que eu estou vale a pena ou devo pular fora agora para não perder mais dinheiro?


A empresa da Vanessa entrou em vigor com suas atividades comerciais no ano de 2015, está instalada num bairro bem simples e sua atividade principal é a venda de rações, medicamentos e acessórios para animais. O empreendimento é legalizado como microempreendedor individual, e suas melhores margens sobre os produtos que vende está na venda de rações no varejo, medicamentos e acessórios.

Medicamentos e acessórios proporcionam margens entre 50% e 80% sobre o valor do preço unitário, já sobre a venda de rações em sacarias de 15kg a 30kg, obtém-se um índice de lucratividade que varia entre 10% e 30%.


No meio comercial do bairro onde a loja da Vanessa funciona encontramos poucos comércios que atendam às necessidades básicas para o consumo da população. A carência na estruturação comercial do bairro, acarreta na necessidade das pessoas ter que comprar produtos nos bairros vizinhos ou no Centro do município, longe e necessário transporte público (que não é lá essas coisas). Assim, com os desfalques comerciais que atendam às necessidades básicas de consumo da população, Vanessa detectou uma oportunidade de negócio num ramo de atividade que ela pessoalmente se identifica bastante: animais.


Vanessa que é estudante de Administração e prestes a se formar resolveu, então, utilizar seu trabalho de conclusão de curso como ferramenta para realizar a análise financeira do seu negócio, que há tanto tempo desejava.



Um hábito muito importante que a Vanessa tem é de registrar as informações relativas ao seu negócio, fica tudo anotadinho no seu caderno. Valores que foram investidos antes do negócio abrir as portas como equipamentos mobiliários, computadores entre outros, todos os

valores de vendas realizadas mês a mês e todas as suas despesas mensais, como energia, fornecedores, impostos entre diversas outras. E esses registros foram fundamentais para que a Vanessa fizesse sua análise de viabilidade.


Utilizando uma planilha profissional de Análise de Viabilidade Econômica de Projetos foi possível lançar todos os seus registros no ano zero (investimentos), suas receitas e despesas num período de 36 meses e obter alguns indicadores importantes:


Tempo de retorno do negócio (payback) – “O período de payback é o exato montante de tempo necessário para a empresa recuperar seu investimento inicial em um projeto calculado a partir de seu fluxo de entrada de caixa.” Assim, Vanessa pode constatar que o investimento inicial que realizara considerando os fluxos de caixas mensais (diferença entre receita e despesa) gerou um tempo de retorno de 19 meses, ou seja, a partir do momento que abriu as portas até o 19° mês de operação o negócio ainda não havia sido “pago”, só a partir daí a Vanessa pode falar “estou tendo lucro”.


Valor Presente Líquido (VPL) - Vanessa também tomou conhecimento de um indicador financeiro importante, o VPL. Esse indicador considera o valor do dinheiro no tempo. O cálculo do VPL leva em consideração os fluxos de caixas (entradas menos saídas) gerados e diminui o valor do investimento realizado no empreendimento. Assim, no caso da Vanessa, constatou-se um VPL alto, ou seja, seu negócio tem um bom potencial econômico, que boa notícia!


Taxa Interna de Retorno (TIR) - Vanessa constatou que a TIR do seu negócio também é muito atrativa. “A taxa interna de retorno (TIR) é a taxa de desconto que iguala o valor presente de fluxo de entrada de caixa com o investimento inicial associado a um projeto”. Ou seja, Vanessa constatou que foi muito melhor ter investido nesse negócio que deixado seu dinheiro render na poupança. Ufa! ainda bem!


Que maravilha! Vanessa agora tem uma noção exata da viabilidade do seu negócio e poderá tomar futuramente decisões de investimentos de forma mais segura. Por que não ampliar a loja? Por que não passar a entregar em outros municípios, será que vale a pena fazer um teste?


E quais lições os pequenos empreendedores podem aprender com a experiência da Vanessa?


1) Observe bem seu mercado antes de tomar uma decisão de abrir seu negócio;


2) Tenha o hábito de registrar todas as informações relativas aos investimentos, receitas e despesas do seu empreendimento;


3) Não ache que por ter produtos com margens altas que seu negócio é lucrativo, é necessário considerar as receitas e despesas mensais e o investimento realizado – no caso da Vanessa foi, mas já nos deparamos com empreendimentos com margens maiores que as da Vanessa e que não era economicamente viável. Cuidado!


A história da Vanessa inspirou você. Ajude outros empreendedores a se inspirarem com a sua história. Mande um e-mail para mim: leowerneck.paulo@gmail.com contando sua experiência.


Se você quiser fazer contato com a Vanessa para um elogio, uma crítica saudável ou saber mais detalhes, é bem simples. Mande um e-mail para ela. vanessagrion51@gmail.com




Notas Técnicas

Texto escrito por Professor Leonardo Werneck com colaboração de Vanessa Grion

Algumas referências conceituais foram retiradas do livro: GITMAN, Lawrence V. Princípio de Administração Financeiras. 2ª ed. Porto Alegre: Editora Bookman. 2001.

Autorizada a utilização deste material para fins pedagógicos.